Laços invisíveis

A vida pode ser comparada a uma fotografia!

yz

A gente fica numa busca infinita pelo melhor cenário, ângulo, pose, sorriso, carão, luzes e efeitos, tudo para que a fotografia saia perfeita e agrade a nós mesmos e a todas e quaisquer pessoas que a visualizarem. Mas por mais bem planejada que seja uma produção de fotografia, existem fatores que podem agir no resultado final, e as fotos podem não sair do jeito que a gente estava esperando. Com a vida é desse mesmo jeitinho, queremos que tudo saia de acordo com nossos planos, porém nem sempre é assim.

zz

Tem a ver com aquela história de a gente passar tempos focada em uma coisa/ objetivo, e de repente aparecer algum fator externo que desfoca a sua foto – uma pessoa que muda sua vida. Um fator surpresa, diferente de tudo o que a gente está acostumado. Desses fatores que a previsão do tempo não detecta, que chegam sem avisar, mas que agradam e logo começam a fazer parte do nosso cenário. A principio não é muito perceptível! Parece comum, a gente olha a foto e repara que tem algo diferente, mas não capta logo de cara o que é. Mas eis que um dia, a gente nota o algo diferente de um jeito diferente. E começa uma batalha interna, porque não é fácil aceitar que o diferente, pode ser na verdade, especial.

Imagem

É quase assim: e se esse fator tivesse a direita? E se tivesse a esquerda? Talvez em cima? Ou embaixo? E se ele não estivesse aqui na foto? Ah, talvez essa última, fosse o ideal, mas fazer o que? Agora é tarde, ele já existe. Um efeito especial na foto, que realça e faz ficar mais alegre, ter mais cor e brilho! E quando a gente começa a acostumar, com os efeitos do efeito, surgem mais e mais fatores externos – pessoas, coisas e etecetera! Normal, mas e agora? Agora a gente guarda a foto na gaveta especial – no que na vida seria, no coração, no meio de tantas outras fotos, e torce bastante pra que nada, ninguém e nem a ação do tempo a destrua…

Imagem

“E o que vai ficar na fotografia?”

Anúncios

E depois do Dia dos Namorados e Santo Antônio… a gente vê por aí!

E por aqui também…

Superação e reflexões:

– Problemas cardíacos no #WhatsApp!! Lembre-se que sempre haverá alguém “pior” do que você!
Captura de tela 2013-06-14 às 14.34.19

 

 

–  E para amenizar…

Captura de tela 2013-06-14 às 15.28.51

Captura de tela 2013-06-14 às 14.43.59 Captura de tela 2013-06-14 às 14.44.46

 

Desejos, objetivos e metas!

 

Captura de tela 2013-06-14 às 14.38.36

“Não se contente com nada menos que o amor. Se você já o encontrou, ótimo, cuide dele com todo o carinho. A falta de respeito com aquele que se ama é antes de mais nada uma agressão consigo mesmo, e quando se der conta disso, pode ser tarde demais. Agora se você não o encontrou, não se preocupe, não se precipite…Na hora certa ele aparece…E acredite, você não vai ter dúvida. Pois como já disse S. Paulo aos Coríntios: “O amor é paciente, é bondoso; o amor não é invejoso, não é arrogante, não se ensoberbece, não é ambicioso, não busca os seus próprios interesses, não se irrita, não guarda ressentimento pelo mal sofrido, não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” Por isso, não se contente com nada menos que o amor. Você merece. Simples assim.”

Mais um Dia dos Namorados, e você aí…

Sozinha!

solteira

Pode ir desativando o botão do desespero e relaxar. Minha amiga, isso é absolutamente compreensível.

Não sei se são os lugares que tenho frequentado, ou os que tenho deixado de frequentar (acontece com vocês? Toda vez que não vou a um lugar, a balada é (dizem que é) perfeita, cheia de aspirantes a genro dos meus pais e coisas do tipo – paciência, ainda não dá pra voltar no tempo! ahahah), mas é fato que a safra masculina hétero (que no caso, é o meu foco) está estragadinha, quase podre! (ahahaha)

A idade/ maturidade chega, e a exigência vem grudada. É aquela coisa, agora só interessa o que for incrivelmente incrível. Se não for assim, melhor não ser NADA!

E há quem diga que “estamos escolhendo demais”… mas não é bem assim! Pra que se meter em confusão, se voce pode ficar tranquila? Só pra provar pra sociedade que é capaz de ter um par? Tão demodê! Estar feliz consigo mesmo, é a tendência – seja só ou acompanhado. Aquela história de se divertir com os errados enquanto não acha o certo, também não cola! Desrespeito por si mesmo. Afffffff, meu povo! Bom senso funciona bem nesses casos.

Então só resta curtir “o nada” – que já pode ser o TUDO! Tem coisa melhor do que uma baladinha com amigos? Dançar, rir, brincar até doer os pés e barriga?

Tá bom! Tem sim, coisas igualmente encantadoras e perfeitas – curtir “o NADA ou o TUDO” com o amor, por exemplo. But, “nem tudo é como você (eu, nós) quer…”

esperando

A vida como ela é:

Nessa saga – odisséia da busca pelo amor, vamos vivenciando situações, aprendendo e compreendendo porque ainda estamos assim,  à espera.

No último fim de semana, estava curtindo uma festa com algumas amigas, quando de repente fui abordada por um sujeito (transcrição do dialogo abaixo – se é que isso pode ser chamado de diálogo).

– Oi! Você é linda! Posso te beijar! ( a essa altura, o nome pouco importa). – Oi! Não, você não pode me beijar! (Tom de voz doce e face serena) – Você prefere ficar sozinha do que comigo?! ( surpresa e indignação estampada na face). – Prefiro! (Resposta fornecida prontamente acompanhada de um grande sorriso). – Menina, você é podre! (Face de malvadeza, bad bad boy).

Ahahahahaha … ai gente, eu sofro mais do as Marias de Thalia!

beija sapo

 

É por essas e outras (do tipo e/ou piores) que compreendo BEM minhas atitudes, consigo discernir BEM o que eu quero pra minha vida, e há algum tempo não me iludo mais com uma “armadura” sarada e bonitinha. Conteúdo interessante, humildade e ambição na medida exata, espiritualidade e fé em Deus, respeito, integridade ! Enfim,  só desejo o básico, porque o perfeito não existe!

 

perfeito

Uma amiga me mandou um post muito legal, do blog Humor Feminino, que fala sobre As Fases da Mulher Solteira! Confiram:

Recem Solteira

Solteira

Solteira Captura de tela 2013-06-06 às 11.10.55 Captura de tela 2013-06-06 às 11.11.06

Está solteira? Se sim, qual dessas fases você está vivendo?

Vamos combinar, ninguém vai ficar se fazendo de coitadinha nas redes sociais. Todo ano tem Dia dos Namorados em 12 de junho. Se estiver solteira nesse, pode ir sossegando a piriquita e mentalizando que estará com o seu princípe no próximo ano…você tem 365 dias pra agilizar isso aê!

espera de um milagre

fica a dica dia dos namorados

Salve Santo Antônio – o santo mais requisitado dos últimos tempos (tá ocupado, hein Tonho???).

Ele é festejado no dia 13 de junho. Então é hora de pedir com mais fé, porque até assim tá complicado, rs – já fiz um post falando sobre as simpatias para este dia! De qualquer forma, segue a oração:

santo antonio

Boa sorte!

Se der certo, conta pra gente!

😉

E quando você menos esperar …

Aprenda a gostar de você!

Aprenda a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.

A idade vai chegando e, com o passar do tempo, nossas prioridades na vida vão mudando.
A vida profissional, a monografia de final de curso, as contas a pagar.
Mas uma coisa parece estar sempre presente, a busca pela felicidade, com o amor da sua vida.
  
 
 
  
Desde pequenas ficamos nos perguntando “quando será que vai chegar?”
E a cada nova paquera, vez ou outra nos pegamos na dúvida “será que é ele?”
Como diz meu pai: “nessa idade tudo é definitivo”, pelo menos a gente sempre achava que era.
 
 
 
 
Cada namorado era o novo homem da sua vida.
Fazíamos planos, escolhíamos o nome dos filhos, o lugar da lua-de-mel e, de repente: PLAFT!
Como num passe de mágica ele desaparecia, fazendo criar mais expectativas a respeito “do próximo”. 
Você percebe que cair na guerra quando se termina um namoro é muito natural, mas que já não dura mais de três meses.
 
 
 
 
 
 
 
 
Agora, você procura melhor e começa a ser mais seletiva.
Procura um cara formado, trabalhador, bem resolvido, inteligente, com aquele papo que a deixa sentada no bar o resto da noite.
Que tenha brilho próprio e maneira especial de viver.
 
 
 
  
 
 
 
Você procura por alguém que cuide de você quando está doente, que não reclame em trocar aquele churrasco dos amigos pelo aniversário da sua avó, que jogue “imagem e ação” e se divirta como uma criança, que sorria de felicidade quando te olha, mesmo quando você está de short, camiseta e chinelo.
 
 
 
 
 
 
 
 
A liberdade, ficar sem compromisso, sair sem dar satisfação, já não tem o mesmo valor que tinha antes.
A gente inventa um monte de desculpas esfarrapadas, mas continuamos com a procura incessante por uma pessoa legal, que nos complete, e vice-versa.
E enquanto tivermos maquiagem e perfume, vamos à luta.
 
 
 
 
 
 
 
 
Mas o melhor dessa parte é se divertir com os amigos, rir até doer a barriga, fazer aqueles passinhos bregas de antigamente e curtir o som.
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Olhar para o teto, cantar bem alto aquela música que você adora, brincar de descobrir desenhos em nuvens ( como dizem meus amigos do Jota Quest …), correr sob o sol e contra o vento … Sorrir , dançar , viver.”
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Com o tempo, voce vai percebendo que para ser feliz com
uma outra pessoa, você precisa, em primeiro lugar, não precisar dela.
Percebe também que aquele cara que você ama (ou acha que ama), e que não quer nada com você, definitivamente não é o homem da sua vida.
Você aprende a gostar de você, a cuidar de você e, principalmente, a gostar de quem também gosta de você.
O segredo é não correr atrás das borboletas… é cuidar do jardim para que elas venham até você.
No final , você vai achar, não quem você estava procurando, mas quem estava procurando por você! ”

Mario Quintana

“A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso cante, chore, dance e viva intensamente antes que a cortina se feche”

 

Desconheço a autoria, mas o texto é tão condizente com o momento que estou vivendo, retrata tão bem os meus anseios – e o de algumas amigas – que postei! 

Não sou santa e estou bem longe de fazer tudo certo, mas estou aprendendo a dar mais importância ao meu bem estar do que a qualquer outra coisa. Quero conviver bem  comigo mesma e com minhas atitudes. Poder colocar a cabeça no meu travesseiro e dormir tranquila, sem ficar pensando: “putz, por que eu fiz essa merdinha?” – Sim, já ganhei inúmeras vezes o TROFÉU FAZ MERDINHA da ESTRELA. Mas a fase mudou, graças a Deus! Acho muito mais vantajoso ir pra balada e ficar no 0x0 (zero a zero) do que o – 1 (menos um) = ficar com alguém (para provar não sei o que, para não sei quem) e essa pessoa não me acrescentar NADA de bom. Isso sim, seria triste e degradante.

Pra mim,  já não basta só ter alguém, tem ser O ALGUÉM. E pouco importa se dizem: “tão bonitinha, inteligente e solteira. Que peninha, vai ficar encalhada! … ou você tá escolhendo demais, hein?” … antes só, feliz e cheia de paz, do que acompanhada e em guerra, inclusive comigo mesma.

E de carona no post anterior, afirmo que sou o meio-termo entre Princesas do tipo clássicas e Princesas do tipo Fiona, ahahaha!  Moderna, porém não muito. Ainda sonho, não com o príncipe, nem com UM amor – mas com O AMOR.

 

A hora e a vez das FIONAS. Será?

Ao que tudo indica as princesas decidiram mesmo deixar de lado o tal do príncipe encantado, que chegaria garboso e apaixonado, montado em um cavalo branco.

 

 

Da série músicas que nos fazem refletir… e rir:

 

Cansadas das desilusões e decepções, e cada vez mais confiantes em si próprias, reconhecem o seu real valor (ou não), dão adeus ao estereótipo de boas moças – calmas, recatadas, dependentes e submissas, praticamente inertes, para ser tornarem moças boas.

Sabe aquela princesinha antiga
Do tipo sempre passiva que acordava com um beijo?
Pois é os tempos mudaram bastante nada mais é como antes,
Ela é dona dos desejos.

 

Branca de neve passou, e a Cinderela ficou,
Princesa agora é do tipo Fiona!

Minha princesa, bebe cerveja,
Sobe na mesa e pira o cabeção.

O nosso conto de fada começa numa balada.
Foi Deus que pôs essa mulher na minha vida! 

Cara metade, minha alma gêmea,
Eu sou cachaça ela é o meu limão.

 

Que mané príncipe, eu quero o lobo mau:

 

 

Vou parar com as noitadas de beber:

 

 

É isso mesmo produção?

 

 

A maioria dos homens é extremamente machista e afirma que mulher, do tipo que sobe na mesa e pira o cabeção, serve apenas para uma aventura sem importância e nada de compromisso. E que as garotas que são pra casar, são as comportadas.  Ou seja, é possível que logo menos o Shrek finja ser gás e vaze! 

Príncipes encantados realmente não existem e infeliz será a cidadã que ainda estiver esperando por um, mas será que todas as garotas estão preparadas para serem Fiona?! Será que querem e estão preparadas – mesmo – para serem só o limão e parceiras de baladas na vida de um ogro?

Você é ou conhece algum cara que aceite muuuuuuuito bem a namorada (ou noiva, esposa) mega causar na balada?

😉